sexta-feira, 15 de agosto de 2008

os 10 leprosos




Atividades com a história dos dez leprosos. Extraído da revista de missões Nacionais Batista, campanha 2007.

Tema: celebrando a gratidão
Objetivo: A importância de agradecer a restauração física.

Só um agradeceu

Objetivos:
Compreender a importância de agradecer e também de entender quando as pessoas não reconhecem algo de bom que fazemos para elas.
Relacionar a atitude do homem agradecido com a atitude que devemos manter no dia-a-dia de gratidão diante de Deus pelo alimento, a provisão, saúde e também de gratidão por todos aqueles que participam de nossa vida: pais, professores, pastores, amigos.
Agir exercitando a capacidade de dizer “obrigado”. Escrever uma carta a um professor da igreja ou da escola agradecendo por seu trabalho e dedicação.

Versículo:
“Dêem graças ao Senhor, porque Ele é bom! O amor e a bondade de Deus não acabam nunca.” (1 Crônicas 16.34)

Visual para o versículo:
Faça um grande rolo de papel sulfite (A4, ofício) e nele escreva o versículo. Use como se fosse uma faixa. Ao ensinar o versículo, desenrole um pedacinho de cada vez.
Faça uma bonita ilustração no início ou cole uma figura recortada de revista, que mostre uma pessoa em atitude de agradecimento.
Discuta a imagem com as crianças. Pergunte: “por que devemos ser gratos a Deus?”, “pelo que você diria ‘obrigado, Senhor’?”. Deixe que respondam voluntariamente. Após, ensine o versículo.

Para pensar:
Somos ensinados a pedir, solicitar, lutar por nossos direitos, mas pouco incentivados a agradecer. Assim, muitas crianças não perceberam ainda a importância de agradecer a Deus as pequenas coisas. É nosso dever ensiná-los a cultivar um espírito manso de gratidão e reverência ao Senhor.

Visual para a história:
Faça rolinhos de papel ou aproveite rolos de papel higiênico ou papel alumínio, decore-os com papel crepom ou retalhos de tecido. Faça os dez homens e Jesus. Se a turma for grande, você pode utilizar garrafas pet para o corpo e bolinhas de isopor encapadas com meias femininas
de nylon para a cabeça. O visual é interessante para reforçar a idéia da quantidade em “só
um voltou e agradeceu”.

História

Certa vez Jesus andava pelo caminho, quando uns homens se aproximaram dele. Aqueles homens estavam doentes. Eles eram vítimas de hanseníase, uma terrível doença de pele, na época, chamada lepra. Naquele tempo não havia tratamento para esse tipo de doença e as pessoas que ficavam enfermas eram retiradas da cidade, e tinham que ficar longe de
suas famílias, de sua casa. Quando alguém se aproximasse, elas deveriam gritar bem alto: “imundo, imundo...”, que quer dizer “sujo, impuro”, para que as pessoas se afastassem. Já pensou que vida triste? Não poder abraçar seus pais e amigos, dormir em sua cama confortável e ter de viver isolado de todo mundo... pois é... aqueles homens viviam assim. Mas
eles ouviram falar de Jesus e esperavam ansiosamente o dia em que pudessem encontrá-lo. Quando ouviram dizer que Jesus se aproximava, não ligaram para as regras nem para os homens, e correram até Jesus. Eles sabiam que Jesus é o Filho de Deus e tem poder de curar os doentes e sarar suas feridas, eles sabiam que Jesus é amoroso e bom. Ao se aproximarem
de Jesus se ajoelharam e falaram bem alto: “Senhor, curanos”. Jesus ficou muito comovido
ao ver aqueles homens, pois o Senhor conhece nosso coração e nossos sentimentos. Ele sabia o quanto eles eram infelizes. Então Jesus ordenou que fossem curados e
a doença imediatamente desapareceu. Aquela pele machucada e cheia de cicatrizes foi transformada em uma pele lisinha e limpa igual à pele de uma criança. Os homens ficaram tão felizes que começaram a se abraçar e pular de felicidade. O que você faria se acontecesse um milagre assim em sua vida? Você iria correndo encontrar a sua família? Você iria correndo agradecer a Jesus? Pois é, nove homens pensaram da primeira forma, nem se lembraram de agradecer ao Mestre. Só um voltou correndo, ajoelhou-se diante de Jesus e agradeceu tão grande amor.

Trabalho manual: Terceira página do livrinho. Pintura e colagem da figura 03.
(Ver abaixo)

Ato concreto: escrever juntos uma cartinha de agradecimento e entregá-la ao zelador da igreja ou ao irmão que auxilie na limpeza do templo.

Curiosidade: Missões Nacionais desenvolve um ministério com os hansenianos no estado do Pará. Onde atuam nosso casal de missionários Pr. Luis Gonzaga e Auridéia.

6 comentários:

Anônimo disse...

Muito boa história.

Anônimo disse...

MUITO LEGAL
PARABENS

ruth disse...

Gostei muito do seu trabalho...
Parabéns!

Anônimo disse...

Oii adorei o blog! Otimas atividades para se trabalhar com as crianças! Que Deus te abençoe ricamente. Abraços, Taty!

camila disse...

apaz de CRISTO.amei.mega legal

camila disse...

apaz de CRISTO.amei.mega legal