sexta-feira, 15 de agosto de 2008

ZAQUEU: UM HOMEM BAIXINHO

Um homem baixinho e uma grande árvore
Lucas 19.1-10

Objetivos:
Compreender que Deus se importa com todos nós, individualmente, sem distinção de idade, cor ou classe
social. Deus nos trata de forma pessoal. Ele sabe o nosso nome. Relacionar a situação de Zaqueu
à das pessoas que muitas vezes têm uma imagem negativa de si mesmas, o que pode dificultar de se achegarem
a Cristo. Agir tentando demonstrar por meio de nosso viver como é andar ao lado de Jesus. Buscar transformar aquilo
que nos impede de ser um bom exemplo para as outras pessoas.

Versículo: “Deus amou tanto o mundo que deu seu Filho único para
que todo aquele que nele crer não morra, mas tenha a vida eterna.” João 3.16

Visual para o versículo: Fazer uma guirlanda de corações contendo o versículo.

Observação: Apresentar às crianças um coração recortado em papel cartão ou EVA. Discutir com
as crianças o que ele representa. É importante discutir de forma simples o que é amor, uma vez que em nossos dias a palavra está muito
banalizada. Você ama seu pai, sua mãe, seu carro, sua roupa nova, ama até cachorro-quente, há quem faça amor. Mas o que é amor
de verdade? Como é o amor de Deus?

Sugestão: Ginástica do amor de Deus.
Ensine para as crianças a ginástica do amor de Deus. Todos em pé devem repetir a fala e os gestos do
orientador.
“O amor de Deus é tão grande”
– Eleve os braços e desça-os abrindo em forma de círculo.
Pra direita – Erga e abaixe o braço direito.
Pra esquerda – Erga e abaixe o braço esquerdo.
Pra frente – Erga os braços para frente e curve o tronco na
mesma direção.
Pra trás – Estenda os braços para trás e curve o tronco na mesma direção.
Pra todo lado – Repita o movimento inicial.

Lembre-se de que a criança reproduzirá seus gestos. Portanto, se eles forem acanhados e tímidos,
elas farão ainda com menos vibração e intensidade. Fale as palavras enfaticamente e os gestos com muita
vontade. Elas gostarão muito dessa brincadeira.

Visual para a História: Faça uma árvore utilizando galhos secos, isopor, balões, enfim, seja
criativo, aproveite materiais que você possa encontrar com facilidade e que resultem num visual bem alegre e colorido. Faça um
bonequinho de meia para representar Zaqueu e outro para representar Jesus. A multidão poderá ter seu perfil recortado em papel-
cartão. Desenhe a frente de uma casa em papel-cartão e coloque uma plaquinha “Casa de Zaqueu”.
Outros materiais podem ser utilizados, como casinhas de boneca, bonecos de diferentes tamanhos, vaso com folhagens e outros.

Montagem dos bonequinhos de meia:
1) Pegue um pé de meia;
2) Coloque um chumaço de algodão na ponta;
3) Com uma fita comprida, dê um laço para separar a cabeça do corpo;
4) Deixe as extremidades do laço num comprimento adequado para formar os braços;
5) Na ponta da fita cole um pequeno círculo de papel, fazendo as mãos;
6) Decore o rosto e está pronto seu boneco.

História
Havia um homem muito importante. Seu nome era Zaqueu. Ele era um cobrador de impostos e as pessoas não gostavam muito
dele não. Diziam que Zaqueu roubava, cobrava mais do que elas deviam e guardava o dinheiro pra si. Mas esse homem muito importante
tinha um probleminha, quer dizer, ele considerava um problemão. Ele era muito, mais muito, mais muito baixinho e isto não
permitia que ele fosse feliz. Então ele usava de todo o seu poder para que as pessoas o respeitassem. Zaqueu vivia assim,
até que um dia ouviu dizer que Jesus estava chegando em sua cidade. “Jesus! Dizem que Ele é o Filho de Deus. Dizem que Ele
faz milagres, ensina o povo... Eu quero conhecê-lo” – pensou Zaqueu. Não demorou muito para que uma grande multidão se formasse.
As pessoas se aglomeravam e falavam uma para as outras: “Jesus, Jesus está chegando...”. Ah, Zaqueu tentou aproximar- se, ia abrindo caminho por
entre as pessoas, mas ninguém cedia, todos estavam curiosos e quando percebiam tratar-se de Zaqueu aí é que dificultavam mesmo. Zaqueu bem que tentou,
mas a multidão começou a apertá-lo contra uma árvore... Ah, que pena... ser tão pequenino assim no meio de tanta gente... impossível ver Jesus. Mas Zaqueu era
insistente, e a árvore lhe deu uma idéia. Como se fosse um menino de novo, Zaqueu rapidamente escalou o tronco da árvore, subiu em seus galhos o mais alto
que pôde... agora sim, lá estava Jesus. Zaqueu podia vê-lo e ouvilo. Nosso homenzinho só não esperava por uma coisa: ao chegar embaixo da árvore, Jesus parou,
olhou para cima e disse: “Zaqueu, desce depressa, porque hoje eu quero ir à sua casa”. Que susto! Zaqueu quase caiu da árvore. “Jesus sabe o meu nome e
que ir à minha casa!”. Não teve dúvidas, desceu da árvore ainda mais depressa do que subiu e todo orgulhoso foi indicando o caminho de sua casa para Jesus.
As pessoas não gostaram nada daquilo: “Como pode Jesus ir à casa deste trapaceiro. Zaqueu não merece que Jesus goste
dele”. Ao chegar à casa de Zaqueu, Jesus começou a conversar com ele, falou sobre o grande amor de Deus, sobre como o Senhor amava cada pessoa, sem
olhar o seu tamanho, cor, raça ou situação financeira. Falou também da importância de amarmos aos outros, de demonstrarmos o amor de Deus em nossos atos.
Enquanto Jesus falava, Zaqueu foi entendendo o quanto estava errado em trapacear e roubar as pessoas. Então Zaqueu tomou uma decisão: “Senhor Jesus, prometo
devolver tudo o que roubei das pessoas quatro vezes mais e também darei metade de tudo que tenho aos pobres”. Jesus alegrouse muito, pois Ele sabia que Zaqueu
nunca mais seria o mesmo.

Para pensar: as pessoas são levadas a crer que o mais importante é parecer, do que ser. É acumular bens. Assim, a auto-imagem das crianças também fica
comprometida, principalmente daquelas que vivem em grandes centros e sofrem mais pressão da mídia. Não só no que diz respeito a possuir bens, mas também ao
enquadrar-se nos impossíveis padrões de beleza impostos até aos pequeninos. Ensine para os seus alunos que Cristo não olha as aparências, mas o coração, e que
devemos acumular tesouros eternos de amor, bondade, verdade e paz.

Trabalho manual: Colar folhinhas de árvore ou folhinhas de papel nos galhos da árvore e desenhar Zaqueu. Figura 4. Página 25

Ato concreto: desafiar as crianças a convidar um amiguinho que elas achem solitário a conhecer a igreja

10 comentários:

Anônimo disse...

muito bom o trabalho que DEUS CONTINUE ABENÇOANDO TODOS VOCES EM NOME DE JESUS

coisa de criança disse...

amem


deixe seu email

Anônimo disse...

gOSTEI MUITO DO SEU TRABALHO, GOSTARIA QUE ME ENVIASSE VIA EMAIL PARA MIM, CONTINUE SEMPRE ASSIM A SUA RECOMPENSA VEM DO SENHOR,
BJS. eU TB TRABALHO COMCRIANÇA NA MINHA IGREJA.

caique da silva de jesus disse...

oi gente meu nome é Caique eu moro em Cachoeira-Ba, estou em um projeto com o nome Projeto life significado projeto vida, agente ensina as crianças os ensinamentos de jesus, eu sou evangelico e também sou um servo do senhor eu não espero nenhuma recompensa do homem mas sim do senhor que criou o ceu e a terra. Deus é fiel em nossas vidas só é creermos que o milagre irá se realizar.

coisa de criança disse...

cade o email caique?

Anônimo disse...

Quero primeiramente agradecer a Deus por ter irmãos que compartilham estes materias que nos ajudam muito nas escolas bíblica.
Continuem assim...
Um grande abraço
Sueli

cleidesamy disse...

Parabéns!!
Que Deus continue abençoando é disso q nós precisamos ensinar o q sabemos para abençoar vidas!

Anônimo disse...

paz amada!!! amei a historia de Zaqueu, ainda não havia pensado como contar algumas historias biblicas para crianças, sou prof de ed infantil no meu municipio, conto historias na minha sala, mas tenho dificuldades com algumas historias biblicas para crianças! estamos iniciando um trabalho na igreja e se vc tiver mais sugestoes por favor me ajude!!!bjs e fique com Deus!!lilica.lili1966@hotmail.com

Anônimo disse...

Ola .....por que parou de atualizar o blog??????
DEUS ABENCOE SEMPRE

Ana Rosa Martins Freire disse...

Muito bom1 Deus abençõe mais e mais bj!